Tributo ao Futuro

Desde 2004 incentivando a cultura da doação

 

Ao redor do mundo, cresce o número de países onde os cidadãos se percebem como parte dos problemas locais — e das soluções —, tendo a doação como um valor social tangível. Executado pela Fundação Odebrecht há mais de 10 anos, o Tributo ao Futuro incentiva movimentos de solidariedade no País, sendo uma importante fonte de captação de recursos, dentro e fora do Grupo Odebrecht, para viabilizar projetos voltados à educação contextualizada das Casas Familiares. Assim, adolescentes têm a oportunidade de permanecer no campo, integrados a suas famílias e comunidades, com geração de trabalho e renda e conscientes da importância da conservação dos recursos naturais.

Qual o papel da

Fundação Odebrecht

nesta iniciativa?

A Fundação Odebrecht, anualmente, realiza uma campanha de mobilização, incentivando que cidadãos e empresas realizem doação de qualquer valor ou destinem parte do Imposto de Renda (IR) ao Tributo ao Futuro. O recurso arrecadado não transita pela Fundação Odebrecht e vai direto para o Fundo da Infância e Adolescência dos municípios em que estão sediadas as Casas Familiares que integram o PDCIS, por meio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - responsável por repassar o valor captado aos projetos. A Fundação Odebrecht firmou Acordo de Cooperação Técnica com os Conselhos Municipais de Direitos da Criança e do Adolescente, dos municípios em que as Casas Familiares integrantes do PDCIS estão sediadas, para apoiá-los no acompanhamento dos projetos beneficiados com os recursos doados, de forma ética, íntegra e transparente.

Como a Fundação

Odebrecht presta contas

aos investidores sociais?

Para apresentar os resultados gerados pelas contribuições durante as campanhas, a Fundação Odebrecht em conjunto com as instituições que executam os projetos divulgam relatórios com indicadores das ações realizadas. Para mostrar os resultados de 2017, a partir da campanha realizada em 2016, a comunicação com os investidores sociais foi inovadora, tendo sido criado um site especial. Repleto de destaques e histórias de vida, a página cumpre o objetivo de deixar o apoiador da causa muito bem informado.

Eu faço parte

Fátima Berbert, Integrante da Odebrecht S.A., deduz parte do Imposto de Renda para apoiar o Tributo ao Futuro desde o seu início, em 2004. Há alguns anos, fez uma visita às Casas Familiares e, mesmo em meio à chuva que caía sem parar naqueles dias, ficou encantada com o que viu. “Olha, a visita é marcante. Entrei em contato com adolescentes que têm uma qualificação impressionante, consciência de tudo o que fazem, foi muito emocionante”, conta. Assim como sempre fez, Fátima pretende continuar a ser uma apoiadora do Tributo ao Futuro nos próximos anos. “Sei da importância que a Fundação Odebrecht tem na região do Baixo Sul da Bahia, o crescimento que tem acontecido lá é impressionante. Eu acredito nesses projetos”, enfatiza.

Resultado da Campanha 2017/18

Arrecadação de Campanha

R$ 2,2 milhões

Investidores Sociais mobilizados

4.800 pessoas

Beneficiará

diretamente mais de

320 estudantes

e, indiretamente, cerca de

8.200 pessoas

A importância de investir

nas futuras gerações

Confira o vídeo de Cristiane

Nascimento, Responsável pelo PDCIS

Aumento na

Taxa de Retenção*

*Quantidade de doadores que o Grupo Odebrecht mantém em sua base por um dado período.

49%

56%

2016/17

2017/18

Boas práticas

Ensino Integrado

No caderno de Gustavo Nascimento, 15 anos, fórmulas matemáticas dividem espaço com anotações sobre horticultura e administração rural. E quando não está adquirindo novos conhecimentos teóricos, é no campo, com aulas práticas, que seu aprendizado vem sendo fortalecido. A formação é oferecida pela Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), por meio do curso de Formação Técnica em Agropecuária integrado ao Ensino Médio. “Estou conseguindo enxergar a agricultura, que é a base da minha família, com uma visão diferente”, conta o estudante, filho de pequenos produtores da comunidade de Nova Esperança, em Wenceslau Guimarães (BA). Com o incentivo da Casa Familiar e de projetos como o de Formação de Adolescentes Futuros Empresários Rurais, apoiado via Tributo ao Futuro, Gustavo já começa a assumir responsabilidades como agricultor – ele planta banana-da-terra e mandioca em uma área de 2 hectares. “Tenho o meu próprio projeto produtivo, onde posso aplicar o que aprendo e ainda gerar lucro, podendo reinvestir para próximas colheitas”, afirma.

  • + Informações Corporativas

    FUNDAÇÃO ODEBRECHT

    Fabio Wanderley - Superintendente

    Cristiane Nascimento - Responsável pelo PDCIS

    Augusto Cruz - Governança & Jurídico

    Beatriz Lepkison - Pessoas & Organização

    José Ernesto Gonzalez - Finanças & Conformidade

    Vivian Barbosa - Comunicação

     

    Conselho de Curadores (Gestão 2017)

    Emílio Alves Odebrecht (Presidente)

    Gilberto Pedreira de Freitas Sá

    Luiz Antônio Schneider Alves de Almeida

    Luiz Fernando Souza Villar

    Newton Sergio de Souza

    Renato José Baiardi (Vice-Presidente)

    Rubens Ricupero

    Sergio Foguel

     

    EXPEDIENTE

    Produção - Área de Comunicação da Fundação Odebrecht

    Textos e Vídeos - Camila Giuliani

    Criação e Design - Marcus Valadão

     

    Imagens

    Acervos: Casa Familiar Agroflorestal, Casa Familiar Rural de Igrapiúna, Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves, Click Interativo, Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves, Fundação Odebrecht, Odebrecht S.A. e Organização de Conservação da Terra

    Almir Bindilatti

    Fernando Flores

    Valdomiro Vicente Junior

     

    Revisão Linguística (Português) - Gilcia Beckel

    Tradução Inglês e Espanhol - Sérgio Senna

     

Fundação Odebrecht

E-mail: fundacao@odebrecht.com

Tel.: +55 (71) 3206-1752

 

Esta é uma publicação da Fundação Odebrecht - Av. Luís Viana, 2841, Ed. Odebrecht Paralela – CEP 41730-900, Salvador BA – Brasil

 

É permitida a reprodução do conteúdo desta publicação, desde que citada a fonte.